Quitéria_600x600.jpg

Disponível para Escolas e Festivais,

por marcação (itinerância)

Ficha Artística

Textos originais: Fátima Franco

Dramaturgia e Encenação:

Leone de Lacerda

Interpretação: Flávia Lopes, Gonçalo Lino Cabral e Laura Morais da Silva

Cenografia, figurinos e adereços:

Leone de Lacerda

Produção: Teatro Bocage

Classificação: +16 anos

Duração estimada: 60 minutos

Sinopse

Quitéria representa todas as mulheres que nasceram, cresceram, sofreram e, de alguma forma, sobreviveram. Mulheres que nasceram do lado feio da vida. Vítimas condenadas, muito antes de o serem de facto, a uma vida de trabalho, de miséria, de infortúnio. Ao trabalho algumas terão fugido, por algum tempo, à miséria terão outras escapado, ao infortúnio nunca. Meninas de um outro tempo, que de pequenas já trabalhavam no campo ou serviam na cidade. Meninas que nunca aprenderam a ler, porque era normal ir à catequese, mas não à escola. À ignorância estavam destinadas, ao casamento e aos filhos. Cumpriram, em parte, essa parte do destino. Com "Quitéria" vamos contar a história destas mulheres: Quitéria, Inácia, Ermelinda e Margarida. Vítimas da circunstância em que nasceram, acusadas de prostituição, homicídio, infanticídio, entre outros crimes de indizível crueldade e de fatídica inevitabilidade.

TeatroBocage_Quitéria_1
TeatroBocage_Quitéria_2
TeatroBocage_Quitéria_3
TeatroBocage_Quitéria_4
TeatroBocage_Quitéria_7
TeatroBocage_Quitéria_6
TeatroBocage_Quitéria_5